Com time reserva e um jogador a menos, Furacão arranca empate no fim contra o Ceará

  • 02/12/2019

Foi na raça, mas o Furacão conseguiu ampliar na noite deste sábado (30 de novembro) a série invicta no Campeonato Brasileiro. Jogando contra o Ceará na Arena Castelão, o Athletico teve de lidar com uma série de desfalques e ainda acabou tendo um jogador (Vitinho) expulso na etapa final. No final do jogo, aos 42 minutos, saiu atrás no placar, com Mateus Gonçalves marcando. Mas quando o placar parecia definido, o lateral Madson aproveitou um lance de bola parada para alcançar a marca de 11 rodadas seguidas sem perder - é a sgunda maior série invicta do momento da Série A, atrás apenas do Flamengo (22 jogos sem perder).

Com o pontinho conquistado em Fortaleza, o Furacão chega aos 60 pontos no Brasileirão e, ao menos momentaneamente, permanece no G4 da competição - o quinto colocado é o Grêmio, com 59 pontos, que joga neste domingo, em casa, contra o São Paulo, sexto colocado com 57 pontos.

Na próxima (e penúltima) rodada do Campeonato, o Furacão recebe o Santos na Arena da Baixada. A partida está marcada para quarta-feira (04 de dezembro), às 19 horas. Já o Ceará joga no msmo dia, às 19h30, contra o Corinthians, novamente dentro de casa.

ESCALAÇÕES

Para o jogo em Fortaleza, o técnico Eduardo Barros não contou com nove jogadores, que sequer viajaram para o Nordeste: dois suspensos (o volante Wellington e o meia-atacante Nikão), um na seleção sub-20 (o lateral-direito Khellven), um lesionado (o volante Bruno Guimarães) e cinco com alto desgaste físico (os laterais Jonathan, Adriano e Márcio Azevedo, o zagueiro Léo Pereira e o atacante Marcelo Cirino).

Com isso, do time que começou jogando contra o Grêmio, na última quarta-feira, apenas três jogadores estiveram novamente entre os titulares: o goleiro Santos, o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho. Rony, que também jogou no meio de semana, ficou no banco.

No Ceará, o técnico Argel Fucks, que fez sua estreia no comando da equipe, promoveu os retornos do volante Willian Oliveira, recuperado de lesão, do zagueiro Luiz Otávio, que cumpriu suspensão automática na última rodada, e do meia Lima, que havia perdido espaço no elenco com Adílson Batista. Na lateral-direita, Cristovam substituiu Samuel Xavier, suspenso.

O JOGO

O primeiro tempo foi de equilíbrio na Arena Castelão. O Furacão teve mais posse de bola (56,8%), mas sofreu com os contra-ataques do Vozão e ainda teve a lesão de Léo Cittadini, que fazia boa partida, mas precisou deixar o campo aos 18 minutos de jogo (foi substituído por Vitinho). Com sua saída, os visitantes caíram de produção e tiveram mais dificuldades para criar chances de gol – embora Marco Ruben tenha perdido duas grandes oportunidades, aos 40 e aos 44 minutos.

Na volta para a etapa final, o Ceará surpreendeu ao adotar uma postura ofensiva, encurralando o adversário. Nem mesmo a entrada de Rony, aos 11 minutos, no lugar de Thonny Anderson, mudou o cenário. Para piorar a situação, aos 18 minutos Vitinho acabou expulso (segundo cartão amarelo) após se envolver numa confusão com jogadores do time mandante.

A última substituição no Furacão veio aos 32 minutos, com a entrada do meio-campista Lucho González no lugar do atacante Marco Ruben.

O goleiro Santos salvou o Furacão numa série de lances, mas aos 43 minutos, em bom lance pela direita do Ceará, ele nada pôde fazer para evitar que o chute de Mateus Gonçalves morresse no fundo da rede: 1 a 0.

A partida parecia definida. Mas só parecia: nos acréscimos, aos 48 minutos, Camacho cobrou escanteio na cabeça de Madson, que não desperdiçou e deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

Ceará 1 x 1 Athletico

Ceará: Diogo Silva; Cristovam, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho e William Oliveira (Ricardinho); Leandro Carvalho (Bergson), Felipe Baxola (Mateus Gonçalves) e Lima; Thiago Galhardo. Técnico: Argel Fucks
Athletico: Santos; Madson, Thiago Heleno, Bambu e Abner Vinícius; Camacho e Erick; Braian Romero, Léo Cittadini (Vitinho) e Thonny Anderson (Rony); Marco Ruben (Lucho González). Técnico: Eduardo Barros
Gols: Mateus Gonçalves (43-2º) e Madson (48-2º)
Cartões amarelos: Vitinho (A); Thiago Galhardo, Valdo, Cristovam, Willian Oliveira, Mateus Gonçalves, João Lucas (C)
Cartão vermelho: Vitinho (A)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE), sábado (30/11) às 19 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

13 - Fabinho recebe ótimo passe dentro da área e chuta rasteiro na saída de Santos. A bola passa pelo goleiro, mas Robson Bambu chega para afastar o perigo antes da bola entrar.

15 – Léo Cittadini recebe na intermediária, limpa o marcador e chuta forte. A bola passa ao lado do gol, com perigo.

24 - Jogada individual de William Oliveira, que corta para o meio duas vezes e chuta forte da entrada da área. A bola vai em cima de Santos, que defende.

40 - Lançamento para a área do Ceará, Thiago Heleno desvia e Marco Ruben aparece completamente livre dentro da área. O centroavante, contudo, cabeceia por cima do gol.

44 – Marco Ruben domina na entrada da área, ajeita para o meio e Fabinho, que o marcava, escorrega. O gringo chuta

Segundo tempo

1 – Cristovam toca para Thiago Galhardo no meio da zaga. Cara a cara com o goleiro, o atacante demora a finalizar e, quando chuta, manda em cima de Santos, que defende.

14 - Athletico erra na saída de bola. Fabinho aproveita, chega perto da linha de fundo e cruza. Thiago Galhardo sobe livre, cabeceia, e Santos faz a defesa em dois tempos.

16 – Vitinho é derrubado e recebe uma ‘dura’ dos jogadores do Ceará. O atleticano reage, enfrente os adversários e acaba expulso de campo.

19 – Lançamento nas costas da defesa do Athletico, Bergson recebe na frente e, cara a cara com o goleiro, tenta um toque por cobertura, mas erra o alvo.

25 - Cruzamento da esquerda, Ricardinho antecipa a marcação e cabeceia. A bola passa raspando a trave.

43 – Gol do Ceará! Boa trama pela direita entre Valdo e Thiago Galhardo. O atacante cruza e Mateus Gonçalvez aparece na segunda trave para mandar uma bomba e balançar a rede. O goleiro Santos nem se mexeu…

48 – Gol do Athletico! Cobrança de escanteio de Camacho e Madson cabeceia para o gol, empatando a partida.

Com inf, Rodolfo Luis Kowalski | Foto: Joka Madruga

Ficou sabendo de algo? Envie sua notícia no Whats Xeretando (45) 9.9824-7874

0 Comentários



Deixe seu comentário

* Seu comentário passará por uma avaliação antes de ser postado no site.
* Para que seja vinculada uma imagem sua no comentário é necessário cadastro no GRAVATAR