Paralimpíada: goalball brasileiro enfrenta atuais campeões na 1ª fase

  • 11/05/2021

As seleções brasileiras de goalball conheceram nesta segunda-feira (10) os adversários da primeira fase na Paralimpíada de Tóquio. As equipes masculina e feminina terão pela frente, nos respectivos grupos, os campeões paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016: Lituânia, entre os homens, e Turquia, entre as mulheres.

Atual bicampeão mundial da modalidade voltada a pessoas com deficiência visual, o Brasil caiu no Grupo A masculino. Além dos lituanos, também integram a chave Estados Unidos (prata em 2016), Japão e Argélia. No Grupo B, figuram Alemanha, Bélgica, China, Turquia e Ucrânia. A seleção nacional busca a terceira medalha paralímpica, após a prata de Londres (Reino Unido), em 2012, e o bronze no Rio.

"Os grupos ficaram bem equilibrados. Vamos ter ótimos confrontos nos jogos iniciais. É bom que esses confrontos duros já na fase de grupos nos preparam para os playoffs", avaliou o ala Leomon Moreno, em depoimento ao site da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV).

Feminino

No torneio feminino, o Brasil inicia a busca por uma medalha inédita no Grupo D, com Turquia, Estados Unidos (bronze no Rio), Japão e Egito. Este último substitui a campeã africana Argélia, que abriu mão da vaga. China (prata em 2016), Israel, Austrália, Canadá e Rússia são as seleções do Grupo C. As russas, atuais campeãs mundiais, terão de competir sem o nome do país, devido a uma punição ao comitê paralímpico local por casos de doping.

"Estava bem ansiosa para saber em qual grupo cairíamos. O goalball está muito nivelado entre as seleções. Das dez equipes, umas cinco têm condições de brigar pelo ouro. Isso só impulsiona a gente para treinarmos mais agora que sabemos contra quem vamos jogar", disse a ala Ana Carolina Duarte ao site da CBDV.

Na primeira fase de ambos os torneios, as seleções se enfrentam dentro dos próprios grupos, em turno único. Os quatro primeiros de cada chave avançam às quartas de final. O mata-mata prossegue até a final, com os times derrotados na semifinal se enfrentando pela medalha de bronze.

Com inf, Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional | Foto: Arquivo/Douglas Magno / EXEMPLUS

Ficou sabendo de algo? Envie sua notícia no WhatsApp Xeretando (45)99824-7874

0 Comentários



Deixe seu comentário

* Seu comentário passará por uma avaliação antes de ser postado no site.
* Para que seja vinculada uma imagem sua no comentário é necessário cadastro no GRAVATAR